segunda-feira, fevereiro 11, 2013

Vou-me embora pra Bruzundanga - MARCO ANTONIO VILLA


O ESTADO DE S. PAULO - 11/02

O Brasil é um país fantástico.Nulidades são transformadas em gênios da noite para o dia. Uma eficaz máquina de propaganda faz milagres. Temos ao longo da nossa História diversos exemplos.O mais recente é Dilma Rousseff.

Surgiu no mundo político brasileiro há uma década. Durante o regime militar militou em grupos de luta armada, mas não se destacou entre as lideranças.Fez política no Rio Grande do Sul exercendo funções pouco expressivas. Tentou fazer pós graduação em Economia na Unicamp, mas acabou fracassando,não conseguiu sequer fazer um simples exame de qualificação de mestrado. Mesmo assim,durante anos foi apresentada como "doutora" em Economia.Quis-se aventurar no mundo de negócios, mas também malogrou. Abriu em Porto Alegre uma lojinha de mercadorias populares, conhecidas como "de 1,99". Não deu certo. Teve logo de fechar as portas.

Caminharia para a obscuridade se vivesse num país politicamente sério. Porém, para sorte dela, nasceu no Brasil. E depois de tantos fracassos acabou premiada:virou ministra de Minas e Energia.Lula disse que ficou impressionado porque numa reunião ela compareceu munida de um laptop.Ainda mais: apresentou um enorme volume de dados que, apesar de incompreensíveis, impressionaram favoravelmente o presidente eleito.

Foi nesse cenário, digno de O Homem que Sabia Javanês, que Dilma passou pouco mais de dois anos no Ministério de Minas e Energia. Deixou como marca um absoluto vazio.Nada fez digno de registro.Mas novamente foi promovida. Chegou à chefia da Casa Civil após a queda de José Dirceu, abatido pelo escândalo do mensalão. Cabe novamente a pergunta: por quê? Para o projeto continuísta do PT a figura anódina de Dilma Rousseff caiu como uma luva. Mesmo não deixando em um quinquênio uma marca administrativa um projeto, uma ideia, foi alçada a sucessora de Lula.

Nesse momento, quando foi definida como a futura ocupante da cadeira presidencial, é que foi desenhado o figurino de gestora eficiente, de profunda conhecedora de economia e do Brasil, de uma técnica exemplar,durona,implacável e desinteressada de política.Como deveria ser uma presidente a primeira no imaginário popular.

Deve ser reconhecido que os petistas são eficientes. A tarefa foi dura,muito dura.Dilma passou por uma cirurgia plástica, considerada essencial para, como disseram à época, dar um ar mais sereno e simpático à então candidata. Foi transformada em "mãe do PAC". Acompanhou Lula por todo o País. Para ela e só para ela a campanha eleitoral começou em 2008.Cada ato do governo foi motivo para um evento público, sempre transformado em comício e com ampla cobertura da imprensa. Seu criador foi apresentando homeopaticamente as qualidades da criatura ao eleitorado.Mas a enorme dificuldade de comunicação de Dilma acabou obrigando o criador a ser o seu tradutor, falando em nome dela e violando abertamente a legislação eleitoral.

Com base numa ampla aliança eleitoral e no uso descarado da máquina governamental, venceu a eleição. Foi recebida com enorme boa vontade pela imprensa. A fábula da gestora eficiente, da administradora cuidadosa e da chefe implacável durante meses foi sendo repetida. Seu figurino recebeu o reforço, mais que necessário, de combatente da corrupção.Também,pudera:não há na História republicana nenhum caso de um presidente que em dois anos de mandato tenha sido obrigado a demitir tantos ministros acusados de atos lesivos ao interesse público.

Como esgotamento do modelo de desenvolvimento criado no final do século 20 e um quadro econômico internacional extremamente complexo,a presidente teve de começar a viver no mundo real. E aí a figuração começou a mostrar suas fraquezas. O crescimento do produto interno bruto (PIB) de 7,5% de 2010, que foi um componente importante para a vitória eleitoral, logo não passou de uma recordação. Independentemente da ilusão do índice (em 2009 o crescimento foi negativo: -0,7%),apesar de todos os artifícios utilizados,em 2011 o crescimento foi de apenas 2,7%. Mas para piorar, tudo indica que em 2012 não tenha passado de 1%.Foi o pior biênio dos tempos contemporâneos, só ficando à frente,na América do Sul,do Paraguai. A desindustrialização aprofundou-se de tal forma que em 2012 o setor cresceu negativamente: -2,1%. O saldo da balança comercial caiu 35% em relação à 2011, o pior desempenho dos últimos dez anos,e em janeiro deste ano teve o maior saldo negativo em 24 anos. A inflação dá claros sinais de que está fugindo do controle.E a dívida pública federal disparou: chegou a R$ 2 trilhões.

As promessas eleitorais de 2010 nunca se materializaram.Os milhares de creches desmancharam-se no ar. O programa habitacional ficou notabilizado por acusações de corrupção. As obras de infraestrutura estão atrasadas e superfaturadas. Os bancos e empresas estatais transformaram-se em meros instrumentos políticos a Petrobrás é a mais afetada pelo desvario dilmista.

Não há contabilidade criativa suficiente para esconder o óbvio: o governo Dilma Rousseff é um fracasso.E pusilânime: abre o baú e recoloca velhas propostas como novos instrumentos de política econômica. É uma confissão de que não consegue pensar com originalidade. Nesse ritmo, logo veremos o ministro Guido Mantega anunciar uma grande novidade para combater o aumento dos preços dos alimentos: a criação da Sunab.

Ah, o Brasil ainda vai cumprir seu ideal: ser uma grande Bruzundanga. Lá, na cruel ironia de Lima Barreto, a Constituição estabelecia que o presidente "devia unicamente saber ler e escrever; que nunca tivesse mostrado ou procurado mostrar que tinha alguma inteligência; que não tivesse vontade própria; que fosse, enfim, de uma mediocridade total".

31 comentários:

Blogger André Luiz Barbosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Blogger André Luiz Barbosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Blogger André Luiz Barbosa disse...

Escreve-se o que quiser, pinçando o pior. Assim é o texto acima. Mostre os números ( ou o link das fontes) das citadas ingerências apresentadas, desde números de creches criadas até onde vai a corrupção. O difícil é apresentar dados que corroborem com força o que foi escrito, pois lançar para os holofotes é fácil. Escrever o que convém, apenas, sem referência séria, sem uma mínima estatística, é o mesmo que lágrimas de crocodilo ou meramente uma forma boçal de escrita

Blogger André Luiz Barbosa disse...

Crise internacional de 2008, o Brasil não quebrou, alguns até hoje tentam dizer o contrário:
"Em relação ao terceiro trimestre de 2009, o PIB (Produto Interno Bruto)1 a preços de mercado do quarto trimestre do ano passado cresceu 2,0%, levando-se em consideração a série com ajuste sazonal2.
A indústria registrou o maior aumento (4,0%), seguida pelos serviços (0,6%) e pela agropecuária (0,0%).
Na comparação com o quarto trimestre de 2008, o PIB cresceu 4,3%, sendo que o valor adicionado a preços básicos3 aumentou 3,9%, e os impostos sobre produtos, 6,2%. Dentre as atividades econômicas, destacaram-se os serviços (4,6%) e a indústria (4,0%), enquanto a agropecuária teve queda (-4,6%).
No acumulado no ano de 2009, em relação ao mesmo período de 2008, o PIB variou -0,2%, resultado da taxa de -0,1% para o valor adicionado e da redução de 0,8% nos impostos. Nessa comparação, a agropecuária (-5,2%) e a indústria (-5,5%) tiveram quedas, enquanto os serviços (2,6%) cresceram. Assim, segundo as informações das Contas Nacionais Trimestrais4, em 2009, o PIB em valores correntes alcançou R$ 3.143 bilhões. Como em 2009, a população brasileira cresceu 0,99%, o PIB per capita5 ficou em R$ 16.414, sofrendo uma queda de 1,2%, em volume, em relação a 2008" (IBGE, 2010).

Blogger André Luiz Barbosa disse...

Continuando:
"Em relação ao 3º tri de 2009, indústria é atividade que cresce mais - O PIB cresceu 2,0% na comparação do quarto trimestre contra o terceiro trimestre de 2009, sendo que as variações por atividade econômica foram: indústria, 4,0%; serviços, 0,6%; e agropecuária, 0,0%.
Entre os componentes da demanda interna, a formação bruta de capital fixo (FBCF, ou investimento) teve a maior alta (6,6%), seguida pela despesa de consumo das famílias (1,9%) - indicador que cresce desde o primeiro trimestre de 2009 (0,2%) - e pela despesa de consumo da administração pública (0,6%).
Pelo lado do setor externo, tanto as exportações (3,6%) como as importações de bens e serviços (11,4%) registraram crescimento" (IBGE, 2010).

Blogger André Luiz Barbosa disse...

E mais:
"Em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, FBCF tem primeiro aumento do ano - Na comparação do quarto trimestre de 2009 com o quarto trimestre de 2008 (variação do PIB = 4,3%), a taxa negativa da agropecuária (-4,6%) pode ser, em grande parte, explicada pelo desempenho de alguns produtos que possuem safra relevante no período6, caso do trigo e da laranja, que tiveram quedas de produção no ano, de 16,0% e 0,3%, respectivamente. As estimativas para a pecuária e a produção da silvicultura e da exploração florestal apontam também um fraco desempenho no quarto trimestre de 2009.
Na atividade industrial (4,0%), o destaque foi o crescimento de 5,6% da indústria extrativa mineral, explicado principalmente pelo aumento de 5,7% na produção de petróleo e gás. Em seguida veio a indústria de transformação (4,7%). A construção civil cresceu 2,5%, beneficiada pelo aumento das operações de crédito direcionadas à habitação; enquanto eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana aumentou 1,4%.
Entre os serviços (4,6%), os maiores destaques foram para intermediação financeira e seguros (8,5%); comércio (8,1%); e transporte, armazenagem e correio (5,4%), os dois últimos influenciados pelo desempenho da indústria. As demais variações foram as seguintes: outros serviços, 3,5%; administração, saúde e educação pública, 3,2%; serviços de informação, 2,1%; e serviços imobiliários e aluguel, 1,5%.
Dentre os componentes da demanda interna, o maior destaque foi o crescimento de 7,7% da despesa de consumo das famílias - o 25º seguido nessa base de comparação -, influenciado pela continuidade do aumento da massa salarial real e do crédito para as pessoas físicas e pelo fato de a base de comparação ser o quarto trimestre de 2008. A despesa de consumo da administração pública cresceu 4,9%, e a formação bruta de capital fixo, após três trimestres de queda, aumentou 3,6%.
Pelo lado do setor externo, as exportações caíram 4,5%, enquanto as importações aumentaram 2,5%, ambas com desempenho superiores aos três primeiros trimestres do ano de 2009" (IBGE, 2010).

Blogger André Luiz Barbosa disse...

Para fechar:
"Indústria perde participação no valor adicionado da economia - Por conta, principalmente, da queda de 5,5%, a indústria perdeu participação no valor adicionado a preços básicos, de 27,3% em 2008 para 25,4% em 2009. A agropecuária ganhou 0,2 ponto percentual (de 5,9% para 6,1%), mas o maior aumento foi o dos serviços: 1,8 ponto percentual (de 66,7% em 2008 para 68,5% em 2009).
Pela ótica da demanda, o setor externo perdeu peso, com queda de participação tanto das exportações com das importações, enquanto a demanda interna ganhou peso, com destaque para a despesa de consumo das famílias, conforme a tabela abaixo" (IBGE, 2010).

Blogger André Luiz Barbosa disse...

Em 2009, o Brasil segurou o tranco da onda da crise Internacional e ainda assim está arrumando a casa de mais de 30 anos de servidão ao FMI, enquanto conivemos com comentários de quanto pior melhor para os holofotes, para ver se não há reeleição.
Link IBGE: http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?id_noticia=1571&id_pagina=1

Blogger André Luiz Barbosa disse...

Conivemos=convivemos

Anônimo disse...

André,
quanta bobagem e distorção de dados; as obras necessárias não andam, não só por incompetência mas também pq o país está quebrado, não da pra tirar mais pra tanta corrupção, é só distribuição de bolsa; bolsa índio, bolsa pobre, bolsa sem-vergonha, bolsa pra ditadores de Cuba, Bolívia, de países africanos, e muitos outros, e muitas outras bolsas.
Só não há mais como pagar a conta, e como não há oposição e a imprensa está comprada, e os públicos e a propaganda é grande, poucos tem coragem de falar.
Parabéns, Marco Antônio!

Jack Bauer

Mordaz disse...

Pior, que o povo não enxerga nada. Só vê sucesso onde os fatos mostram o afundamento moral e econômico, passada a bolha de crescimento do Mundo. Crescimento não acompanhado com igual ímpeto pelo governo Lula.

Blogger André Luiz Barbosa disse...

Caro, se as obras não andam, isto tem nome e endereço. Tem que mostrar o nome, de quem no caminho, até as obras para que seja demitido no mínimo por incompetência.
Agora vir achincalhar, quem quer seja que está na presidência Dilma (no caso), Lula ou FHC pela imcompetência dos que estão no caminho... Delega-se função para este Brasil afora, daí vem os empecilhadores e travam obras, seja por burocracia ou corrupção, cade o nome destes que você cita?
Renda tem que ser distribuída... Se a oposição a que você se refere é aquela que governou, e que alguns ainda estão aí... É difícil ver horizonte se nã se der nome aos bois, sem preconceitos ou boçalidades.

Aristoteles disse...

A inflação já saiu com seu bloco na rua do mercado e começa a ruir a tal nova classe média, endividada com essa política petralha de comprem, comprem, em 12, 24 vezes e agora começa a alta da alimentação aumentar e não vai sobrar dinheiro para as demais empresas. O brasileiro típico é um consumista, que não pensa no dia de amanhã, enquanto isso o trabalhador chinês guarda 10% do salário para a poupança (hoje estimada em 1 trilhão e 600 milhões de dólares e, passou a poupança japonesa em 400 milhões de dólares), pensando no futuro. Aqui só pensam no dia de hoje, esquecem o amanhã. Com a dívida externa encostando nas reservas cambiais (370 vs 310 bilhões) e com a queda no superavit, o titanic petralha está começando a fazer água. A turma do enrolando-lero vai ter que inventar alguma desculpa, típico de petralha, agora só falta dizer que a culpa é do FHC.

Otaviano Fortes disse...

Realmente a tenacidade da horda dos que se apoderaram das tetas da pobre e desonrada nação brasileira é chocante.

É chocante a cara de pau dos defensores do indefensável, os argumentos torpes que só valem em uma direção, pensam como tolos e agem como se todos fossemos tolos e não só alguns Gersons Tupiniquins que desejam o bem próprio e não o sucesso da nação.

Não sou a favor de nenhum governo, sou a favor do Brasil.
Aponto o de bom e o ruim de cada um.
Quem luta para ser presidente tem, no mínimo, a obrigação de ser leal a sua terra e não aos seus comparsas de falcatruas.

Anônimo disse...

Os que tentam defender, defendem a "tartaruga no poste" que, inexoravelmente, começa a despencar do pedestal a que foi alçada pelo Lulismo estatal corruptor... É impressionante a legião dos que ainda, apesar de toda a demonstração, de todo o fracasso mais do que flagrante, deste governico, ainda pretendem defendê-la ou ao menos preservá-la da responsabilidade... Acordem brasileiros!!! Ou façamos o nosso Destino ser digno de um povo altivo, ou pereçamos na alcova da História das civilizações...

ATOJR disse...

Talvez por questão de espaço , o professor não tenha abordado outros assuntos que dizem respeito a notória ineficiência da sra Rousself. Por exemplo, ela teve a "coragem" de ir à mídia e anunciar com bastante eloquência que o preço final da conta de energia elétrica seria reduzido. Pouco tempo depois, ocorreu um aumento dos combustíveis e ela ficou muda. Dá para explicar essa sua ética? Quanto aos assuntos abordados objetivamente pelo professor, sou daqueles que acreditam que justamente pelo seu pobre currículo e pelo comportamento de "poste" que ela foi ungida à presidência.O país que tem um Lula como presidente ou ex que teve a desfaçatez de dizer que não sabia do MENSALÃO, não precisa de inimigos. A comunidade internacional agradece!

Anônimo disse...

O autor esqueceu detalhes importantes da carreira de Dilma Rousseff, como a de secretária de Finanças, de Porto Alegre, onde, como destacou a imprensa local, conseguiu sanear as contas em menos de dois anos, e como secretária de Minas e Energia do Rio Grande do Sul. Texto ideologicamente comprometido, pobre, irascível e irracional.

MacGyver63 disse...

Caro amigo ATOJR -preço final da conta de energia elétrica seria reduzido. Pouco tempo depois, ocorreu um aumento dos combustíveis e ela ficou muda-"NA REALIDADE SO MENTIRA ESTÃO DEVOLVENDO O QUE AS EMPRESAS DE ENERGIAS ROUBARAM DE NOS FORAM MAIS DE 8 BILHOES, OS BRASILEIROS NÃO ACOMPANHAM AS FALCATRUAS DE 2007...

Anônimo disse...

É MUITO TRISTE VER QUE AS MENTIRAS DOS CANALHAS NO GOVERNO PODEM MOLDAR AS MENTES FRACAS E POUCO INSTRUIDAS. MANEJAM O POVO IGNORANTE COMO SE FOSSE GADO E CONSEGUEM SE MANTER NO PODER PARA ENCHER OS PROPRIOS BOLSOS. FANTOCHES COMO A DILMA SAO COLOCADOS (TARTARUGA NO POSTE) PARA QUE SEJAM MANIPULADOS, SO QUE ESTA FESTA ESTA PARA SER ACABADA E A RECONBTRUCAO VAI DEMORAR UM BOM TEMPO, MUITAS FALCATRUAS AINDA VAO VIR AA TONA E MUITA GENTE DESTA CANALHA AINDA VAI SER PRESA.

daniel santos disse...

Cuidado. Estão demonizando a Dilma para eventualmente apoiar a volta do LULA salvador. A Dilma cometeu muitos erros mas o que estamos verificando são os resultados da política adotada pelo LULOPETISMO.

Alexandre Heringer lisboa disse...

Que artigozinho mais infantil. Definitivamente o autor não conhece Dilma nem de longe. Constroe um monte de premissas baseados em fofocas (Caras faz isso melhor) e daí destila preconceitos e superficialidade. Elea inad se diz intelectual. Um lixo. Artigos assim são bons para o Governo pois mostram a qualidade moral e intelectual da oposição histérica.

Alexandre Heringer lisboa disse...

Que artigozinho mais infantil. Definitivamente o autor não conhece Dilma nem de longe. Constroe um monte de premissas baseados em fofocas (Caras faz isso melhor) e daí destila preconceitos e superficialidade. Elea inad se diz intelectual. Um lixo. Artigos assim são bons para o Governo pois mostram a qualidade moral e intelectual da oposição histérica.

Anônimo disse...

Gente, vamos falar sério : para quê perder tempo tentando defender Dilma e/ou o Molusco ???? O tempo mostrará quem foram...desse julgamento, ninguém escapa...
Vamos aguardar. O principal está dito e, a despeito do que o defensor-mor da "petistada" aqui escreveu, TUDO o que foi escrito no excelente artigo de Marco Antonio Villa está facilmente comprovado. Basta ir às ruas e conviver com o "progresso" concretizado por Dilma. Vale, também, ir ao supermercado, às escolas, aos hospitais, viajar de carro pelas estradas brasileiras, pagar as contas de água, luz , telefone...
É tudo tão simples que estão dispensados os argumentos técnicos, tecnocratas, ideológicos, mentirosos, enganadores, manuseáveis e frágeis que envolvem este governo, o anterior e todas as suas promessas de dignidade, honradez, seriedade e vergonha na cara. Não há argumentos, por melhor que sejam, que demonstrem o contrário...

Anônimo disse...

Realmente o marketing petista é muito bom. Antes deles o Brasil não existia. Em suas argumentações para os menos esclarecidos foram eles que desenvolveram a Petrobras, fizeram a economia crescer e a industria desenvolver, etc. Atualmente eles chegam ao cúmulo de afirmar que os protestos que vem das ruas não são direcionados a sua administração corrupta, mas representam a revolta com os partidos que dificultam suas ações em favor do povo. Que essa dificuldades são a consequencia dos governos que os antecederam. è muita cara de pau!

Nádia disse...

Maravilha de texto.. Gostaria de acrescentar um detalhe, meramente
ilustrativo: a lojinha que quebrou,
de "1,99", existiu naquele momento da economia hiper favorável a esse tipo de empreendimento... não foi
problema da economia local ou mundial, não, foi mérito pessoal de dona presidanta.

A quem faz questão de não entender, pergunto: de qual cargo eletivo essa senhora esteve investida antes da presidância?

Ninguém sabe, né? nem pode, já que não existe. Nunca concorreu.

Tal como o texto descreve dona presidanta nasceu do olho clínico
e cínico daquele que nunca quis deixar o poder...

Rui disse...

Dilma nao é só ruim, ela é mediocre e arrogante que pior, nao consegue liderar ninguem e por mais que se esforce, continua sendo um pau mandado daquele jegue de Garanhus e como muitos ja disseram, la na frente o Brasil vai descobrir a roubada que foi manter estes dois mequetrefes por todo este tempo em Brasilia, sao safados ao extremo e grandes patifes, mentem de forma contumaz e enganam o tempo todo.

Anônimo disse...

Dilma só não é pior porque se não fosse ela, teríamos um dos mensaleiros no mais alto cargo do Poder hoje: José Dirceu, o "homem das 7 faces"... Graças ao caso do mensalão ele não está lá... Agora tenta ser "gerente" de hotel... Mas Dilma ainda assim consegue ser péssima... Não há governo no Brasil. Na verdade somos (des)governados por uma quadrilha ideológica que se apossou do poder há mais de 11 anos... Quando a consciência política no Brasil existirá e isso poderá mudar? Estamos esperando uma catástrofe econômica e social? Essa política de "pão e circo" vai durar até quando???

Saudações,
TCP.

Jorge disse...

A Dilma nao esta sozinha nisso o Brasil esta na compania dos USA com o Bobama que esta onde esta so porque eh preto e aqui no Canada o lider do partido Liberal Justin Trudeau que so chegou aonde chegou por ser filho de Pierre Trudeau. Sei la o mundo esta caminhando por caminhos estranhos.

Jorge Abeid

Anônimo disse...

Um boçal como esse ilustre desconhecido "Marco Antonio Villa" nem merece toda essa audiência...

Excluir comentários, ou censurá-los, como fez acima, já é um indício de que é pessoa sem condições...ou sem culhões para rebater as críticas que recebeu, fatos expostos etc. Falta coerência, falta "recheio", falta verdade, falta caráter para deixar de ser papagaio de pirata de tudas as mentiras propagadas e plantadas desta mídia golpista que temos no Brasil. Vá se informar em fontes críveis, seu inútil!

PS. Cadê o link para a matéria no O Estado?????...e as referências (ou links) relacionadas às suas afirmações?????

Anônimo disse...

BRASIL O PAÍS DOS POBRES

O POBRE FINANCEIRO E O POBRE INTELECTUAL.

O POBRE FINANCEIRO - É AQUELE QUE É ENTORPECIDO PELOS "BOLSAS DADO PELO GOVERNO". MAS QUE ESTÃO COMEÇANDO A FICAR A ESPERTO E CONHECENDO MELHOR A SRA. DILMA. ELES PODEM ENXERGAR UM FUTURO MELHOR DO QUE OS POBRES INTELECTUAIS. TENDO EM MENTE O SEGUINTE: " O QUE TA RUIM SE FICAR PIOR VAI NOS ATRAPALHAR, ENTÃO VAMOS MUDAR? ELES IRÃO MUDAR NA CALADA DA NOITE, SEM NINGUÉM PERCEBER"!
POBRES INTELECTUAIS - AQUELES QUE NÃO ENXERGAM O BEM ESTAR DA SOCIEDADE, PORQUE SÃO FACILMENTE CORROMPIDOS, E, ACHAM QUE O RESTANTE DA SOCIEDADE É COMO ELES SÃO! QUEREM OBRIGAR A VOCE ACREDITAR QUE O "CONTINUISMO" DA CORRUPÇÃO É O MELHOR PARA O PAÍS!
NO FINAL DAS CONTAS É MELHOR UMA AUTO ANÁLISE DOS FATOS!

LEIAM E TIREM SUAS CONCLUSÕES PESSOAIS SEM OUVIR NINGUÉM!

Novas pisadas...novas pegadas... disse...

Não concordo e nem discordo com o artigo em questão. Mas discordo com alguns que deixaram seus comentários ao blogger que apenas mostrou um texto em questão que saiu no jornal Estadão.
Deixo aqui o link, para que, aqueles que "discordam" vá tirar satisfação (na verdade palavras de baixo calão) com quem realmente escreveu o texto.
http://www.estadao.com.br/noticias/geral,vou-me-embora-pra-bruzundanga,995210